segunda-feira, 28 de maio de 2012

Resenha "O Círculo de Pedra"

Oi galera!
Mil desculpas pelo "chá de sumiço" que dei aqui no blog, confesso que senti muita saudades de postar aqui!
Nas últimas semanas ganhei alguns livros de sorteios (estava com muita sorte!) e um deles me atraiu muito. Não sei se foi pelo autógrafo que o autor deu, ou se pela capa, ou pelo autor ser um professor, só sei que ele me atraiu mais que outros livros.
O livro, como se diz no título desta postagem, se chama "O Círculo de Pedra", do autor Ricardo Costac (@RicardoCostac).
Aqui vai a sinopse e a resenha de um dos meus livros prediletos!


Título Original:
O Círculo de Pedra
Editora:
Novos Talentos
Número de Páginas:
600
Ano: 2012

Sinopse:
O que você faria se tivesse que guardar o maior segredo de todos os tempos e nunca… nunca pudesse revelá-lo a mais ninguém? E se tivesse que conviver com um segredo tão incrível que mudaria sua vida para sempre? Cinco jovens estudantes descobrem um segredo guardado por quatrocentos anos que os fará viver a maior aventura de suas vidas. Eles serão levados a descobrir coisas inacreditáveis nessa fantástica jornada, desafiando constantemente suas habilidades, inteligência e coragem. E quanto a você, seria capaz de guardar o maior segredo de todos os tempos?


Avaliação★★★★★
      Meg, Daniel, Marc, Rafael e Chester são alguns dos grandes sortudos que entraram para a mais rígida e famosa escola de todos os tempos e que é localizada no Brasil. Mas, além de ser uma escola conhecida por seus grandes alunos que saem de lá para virarem grandes profissionais, é conhecida por ser envolta de mistérios.
     Ela é localizada a 2 horas ou mais de Recife em uma viagem de navio, que na época não era utilizada a tecnologia dos navios de hoje (essa é a única localização dada pelo livro), assim não dando uma precisão total de aonde pode ser.
     Os personagens tem características específicas. Meg é querida, mas odeia ser chamada de criança. É teimosa, sabe quando um de seus amigos não está bem ou está escondendo alguma coisa; Daniel é teimoso que nem a irmã Meg, sendo que os dois sempre conseguem fazer disputas entre si para ver quem é o melhor, sendo que em maioria Meg que vence. Ele tem um dom (que você só saberá se ler o livro ;) ) e sabe convencer uma pessoa a fazer o que quer. Marc é um francês musicista, que tem o dom de distinguir notas musicais e de tocar variados instrumentos, sendo uma verdadeira orquestra de um homem só. Rafael é o mais centrado do grupo. Por ser relativamente pobre perante aos amigos e por querer um futuro melhor para sua família, ele tenta não se meter em confusão, com sucesso no começo. Chester é um encantador de animais. Para ele, os cavalos são nobres, tendo com Chester uma ligação inigualável à outros humanos.
Inicialmente, os meninos Daniel, Marc e Chester que dão o impulso de desvendar o mistério da ilha, mas com o medo de serem descobertos e expulsos da escola. Rafael tenta se desviar dos amigos e focar nos estudos, mas não consegue isso por muito tempo, por não querer parecer um traíra com eles. Todos tentam esconder as descobertas de Meg, mas com a teimosia dela, ela consegue descobrir tudo o que eles descobrem.
     Claro, há outros personagens muito importantes, como Bruno, Roger, Brian, Guillermo, Cameline, etc., mas seria um grande spoiler se eu fosse falar deles.

Só garanto uma coisa: O livro é grosso, mas se vocês lerem... Não vão se arrepender!

O que você faria para descobrir o maior mistério de todos os tempos? Ou melhor, para esconder este segredo?


Um abraço,
Alice Borges, colunista.

3 comentários:

  1. Nossa Alice, ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, mas confesso que a sua me deixou animada a lê-lo! rs
    Cheio de suspense e aventura, hein? Parece ser muito bacana mesmo! *-*
    A capa é lindíssima mesmo! Não sabia que o autor era professor, rsrsrs

    Beijinhos, Amanda Cristina.
    www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo, cheio de suspense e aventura mesmo :D

      Excluir
  2. Estou lendo esse livro. Estou começando a parte dois. No começo é um pouco monótono, mas ao longo da história o leitor fica completamente preso pelo "mistério da Ilha da Coroa". Excelente livro!

    ResponderExcluir